• Haṭha Yoga

     

    No Yoga Mandir praticamos o Haṭha Yoga como um todo dentro da Tradição Védica, de acordo com o ensinamento dos textos antigos. O objectivo da prática do Haṭha Yoga é trabalhar o corpo, respiração e mente do praticante, de forma equilibrada e consistente, tornando o praticante mais relaxado, estável, concentrado e preparado para lidar com os afazeres e responsabilidades do dia–a–dia.

    A prática do Haṭha Yoga pode funcionar também como um importante suporte à reflexão sobre o ensinamento de Vedānta (escutado nos encontros denominados Sat Saṅgas e também em cursos e retiros, organizados regularmente).

    As práticas são sempre adaptadas a cada praticante, tendo em conta o seu tempo de prática, as suas capacidades e condições físicas e mentais.

    Dispomos de vários horários ao longo da semana para a prática do Yoga. As práticas são de 1h15 ou 1h30.

     
    Uma prática padrão segue o seguinte esquema:
     
    Aquietamento inicial – onde assentamos e relaxamos o corpo e mente, tornando–nos mais receptivos à prática do Yoga. 

    Śānti Pāṭhāḥ inicial – mantra de invocação da paz. Ajuda a estabilizar a mente, criando uma harmonia entre todos os praticantes e sintonizando-nos com a Tradição do Yoga. 

    Ṣat Karma – acções de purificação, entre as quais: trātaka (purificação dos olhos), kapālabhati (purificação das narinas, condutos respiratórios e cérebro) e nauli (purificação dos órgãos internos). 

    Āsana – técnicas corporais. Trabalho postural com uma forte incidência no alinhamento e no encadeamento das posturas em sintonia com a respiração. Nestas práticas, são muitas vezes utilizados materiais de suporte para facilitar a execução das posturas.

    Relaxamento – descontracção profunda do corpo e mente. 

    Prāṇāyāma – técnicas respiratórias para expandir e canalizar a energia vital, prána, dentro do corpo. O pránáyáma visa ainda estabilizar a mente, preparando–a para a próxima fase, a meditação.
     
    Meditação – a meditação ajuda o praticante de duas formas: preparar a mente para ātmā jñānam (conhecimento do Eu); assimilar o conhecimento adquirido através do estudo das escrituras, o qual foi feito com a orientação de um professor qualificado. 

    Śānti Pāṭhāḥ final – mantra da paz final, reverencia e saudação a toda a linhagem de professores, graças aos quais o conhecimento do Yoga chegou até nós. 

    Namaste  _/\_